Contratos de Alma: acordos que fizemos antes de nascer!

FONTE: Enlightened Consciousness TRADUÇÃO: FONTES DE LUZ

 

Antes de nascermos a nossa família de alma, faz-nos apenas uma pergunta: “o que é que gostarias de aprender esta vida?” É então, em nossa resposta, que os contratos de alma são formados.

Se quisermos aprender a ter paciência, não vamos pedir para estarmos cercados por mestres Zen, mas sim por pessoas (irmãos, por exemplo), que vão nos levar até aos limites aborrecendo-nos e nos fazendo irritar.

Se quisermos aprender o amor, será nos mostrado ódio e não importa a lição, pedimos que o oposto seja trazido a nós, por exemplo, se a auto-confiança for escolhida, então amigos disfarçados virão e pisarão em nós.

É dentro deste princípio que todos os contratos da alma são baseados, ao sermos pisados não temos outra escolha senão aprendermos a nos levantar e nos defender.

O desenvolvimento do Ser pode ser um processo profundamente doloroso pela natureza, que requere que sejamos aperfeiçoados. É na lapidação repetitiva de um diamante que ele ganha o seu brilho e nós não somos diferentes.

Há dois tipos de dor, aprendizado de dor e dor abusiva. Enquanto o último serve pouco a nenhum propósito, o primeiro é fundamental para o nosso crescimento como seres humanos.

À excepção da sorte do principiante, que (na minha opinião) é a maneira do universo de nos mostrar que podemos conseguir um alto nível de sucesso, com naturalmente, prática; o primeiro passo para o crescimento está sendo eliminado.

Nós somos removidos do centro pelo valor do ‘ x ‘ que é diretamente proporcional ao quanto nós escolhemos aprender. É através da aprendizagem e do crescimento que voltamos ao nosso centro com as ferramentas que foram obrigados a trazer-nos para casa.

O outro lado do nosso retorno ao equilíbrio é expresso diretamente como crescimento.

O universo no seu amor infinito por nós, continuará a enviar-nos lições e uma das verdades mais frustrantes a aceitar é a seguinte:  Uau, você aprendeu uma lição, você superou um problema?

Parabéns, aqui está a sua recompensa… Outro problema. Cada vez que mostramos ao universo que aguentamos com o problema, a vida torna-se um pouco mais difícil! É simplesmente um dos aspectos dolorosos no caminho da aprendizagem, mas é bonito por causa do crescimento que experimentamos.

A coisa principal a recordar aqui é que são os nossos amigos que vêm ensinar-nos estas lições. São os nossos amigos de alma que (por nosso consentimento) nos ferem, nos traem e nos dão as oportunidades de aprender.

Para que essas experiências pareçam reais, esquecemo-nos naturalmente que são nossos amigos quando atravessamos o rio do esquecimento (nascimento). Se você preferir ser feliz do que estar certo, basta fingir que eles te amam, vai definitivamente mudar a sua perspectiva!